quarta-feira, 10 de maio de 2017

Ainda sobre a ambição desmedida do globalista Manuel Valls


A classe pulhítica europeia é mesmo toda igual! Sempre agarrados ao tacho como lapas! Cada vez me convenço mais de que são todos uns parasitas sem vergonha! Mas o que mais me custa a entender, muito sinceramente, é como é possível haver quem vote num escroque como este Valls perante este seu comportamento?!

«O antigo primeiro-ministro socialista Manuel Valls anunciou ontem o desejo de aderir ao movimento 'Em Marcha' do presidente eleito Emmanuel Macron e a polémica estalou. A oferta de apoio foi feita numa entrevista televisiva e foi recebida com frieza no movimento de Macron. Benjamin Griveaux, porta-voz do movimento, frisou que não foi recebida uma proposta oficial e explicou: "Lamento muito, mas as regras são iguais para todos. Terá de apresentar a sua candidatura e só tem 24 horas para o fazer".

Indiferente aos procedimentos formais, Valls assegurou que será candidato do movimento de Emmanuel Macron, entretanto renomeado 'A República em Marcha', por considerar que se identifica com as propostas do presidente eleito, ao qual manifestou apoio desde a primeira volta.»

"Anda lá, ó Macron, arranja-me lá um tachinho! Afinal, eu gosto tanto dos escurinhos como tu!
Pronto, está bem, já estou farto de te ouvir pedinchar... mas em troca apresentas-me a tua mãe, OK?"

«Valls, que enquanto primeiro-ministro teve desentendimentos com Macron, quando este era ministro da Economia no governo do presidente François Hollande (entre 2014 e 2016), disse que isso era passado. "Há que esquecer os rancores", afirmou e explicou que deseja unir-se ao projecto porque "o Partido Socialista está morto". Para isso contribuiu o descalabro de Benoit Hamon, candidato do partido nas presidenciais francesas. Hamon, que derrotou Valls nas primárias do PSF, teve uns magros 6,3%, sendo quinto na primeira volta das presidenciais, a 23 de Abril.

A resposta socialista não se fez esperar. Antigos aliados condenaram Valls e o primeiro secretário socialista, Jean-Christophe Cambadélis, disse mesmo que Valls "já não faz parte do PS", pois não pode ter uma fidelidade dupla. À direita, Emmanuel Macron também divide. O ex-ministro da Agricultura Bruno Le Maire, de Os Republicanos, pediu apoio ao presidente, revoltando os fiéis das alas de Nicolas Sarkozy e Alain Juppé.»

O descaramento deste paspalho do Valls é realmente inacreditável! O cretino diz claramente, com a maior cara-de-pau do mundo, que o motivo pelo qual se quer unir ao gerontófilo Macron é o afundamento do PS 'franciú'! Repare-se, ele não se junta ao Hollande II por acreditar no seu projecto político, ele junta-se ao 'A República em Marcha' porque no PS já não arranja tacho!!! 😠

2 comentários:

Bilder disse...

Não há limites(ou assim parece) para a canalhice liberal-socialista-internacionalista.

Afonso de Portugal disse...

E quem é que os pode censurar, caro Bilder? Quando se vive num país onde os terroristas islâmicos têm matado constantemente e, mesmo assim, se escolhe o globalismo, como é que o Valls e C.ª não hão-de estar tão descaradamente confiantes?