quinta-feira, 13 de abril de 2017

Lee Ann (Infowars) sobre a guerra na Síria


Um muito obrigado! ao Rick por nos ter trazido aqui este vídeo da Infowars. A locutora, Lee Ann, começa por passar em revista as promessas de Trump durante a campanha eleitoral:

1m13s «Vamos parar de derrubar regimes e remover governos! Já gastámos 6 biliões de dólares [em guerras] no Médio Oriente! O nosso objectivo é a estabilidade, não o caos! O que queremos é reconstruir o nosso país!»

E mostra-nos umas antigas declarações de Rex Tillerson, o actual Secretário de Estado dos EUA:

2m38s «Já vimos, na Líbia, o que acontece quando se muda um regime de forma repentina e violenta. A situação [actual] na Líbia continua a ser muito caótica e eu diria que a vida dos líbios no presente não está nada fácil. É por isso que temos de aprender com os erros do passado e aprender a lição sobre o que correu mal na Líbia

Ou seja, ambos Trump e Tillerson tinham, há apenas alguns meses atrás, visões do conflito na Síria que são antitéticas daquelas que subscrevem desde o alegado ataque químico em Idlib. Para aumentar a confusão, a Conselheira de Trump na Casa Branca, Kellyanne Conway diz o seguinte:

3m51s «O presidente vai continuar a guardas as suas cartas bem junto ao peito,; é do interesse da nossa nação e da segurança que o Presidente, o comandante-em-chefe, mantenha as suas acções em segredo.»

Ora, como a Lee Ann observa, esta última frase é particularmente assustadora, porque até mesmo o Presidente tem que ter autorização para fazer a guerra. É evidente que o público não precisa de ser informado acerca de todo e qualquer passo estratégico tomado pela Administração Trump, mas é preciso a autorização do Senado para se poder ir à guerra.

Não vou descrever o resto vídeo aqui, porque já sei que ninguém me vai ler. Direi apenas que há partes muito interessantes acerca de vídeos que foram forjados para denegrir o regime sírio, uma Representante (membro da Câmara dos Representantes) democrata que está a ser atacada pelos democratas (o seu próprio partido!) por expressar reservas quanto à guerra na Síria e uma excelente intervenção de Michael Savage.

2 comentários:

RAMIRO LOPES ANDRADE disse...

Trump é um traidor !!!!

Enganou a todos os que votaram nele, e ao resto do mundo, que pensou como eu, que viria uma nova era de paz e prosperidade ao mundi.
Canalha trump.
Eu imagino a desilusão do povo americano .... que pena !!!!
Abraços Afonso.

Ramiro Lopes Andrade

Afonso de Portugal disse...

Que nos sirva de lição, caro RLA: nestas coisas da política não há milagres, nem salvadores da pátria! Trump merecia uma chance por ter um discurso diferente e tendencialmente nacionalista... mas não podemos esperar que os políticos, profissionais ou não, sejam honestos!

Abraços!