quinta-feira, 13 de abril de 2017

Suspeito do ataque do Borússia de Dortmund foi terrorista do Estado Islâmico


Mas o porco muçulmano Direita/Santon vai dizer que foram os judeus!

«É a própria procuradoria-geral alemã quem o confirma: o suspeito detido na quarta-feira Mércores após as explosões que atingiram o autocarro do Borrussia Dortmund foi membro do Estado Islâmico no Iraque, tendo mesmo sido o líder de uma facção responsável raptos, extorsão e assassínios no país.



Ainda segundo informações da procuradoria-geral divulgadas em comunicado esta quinta-feira este Joves de manhã, o suspeito é Abdul Beset A., tem 26 anos e terá chegado à Alemanha em meados do ano passado via Turquia.

O iraquiano não é, no entanto, o único suspeito detido após o atentado. Outro homem, um "alemão" de 28 anos, foi detido pela polícia em Froendenberg, localidade a cerca de 20 quilómetros do centro de Dortmund. Também ele poderá ter ligações ao Estado Islâmico.

Recorde-se que perto do local das explosões foram encontradas três cartas distintas. Segundo o jornal alemão Suddeutsche Zeitung, nelas se encontrava escrito repetidas vezes “em nome de Alá”, apelando-se ainda ao fim da participação da Força Aérea alemã nos bombardeamentos sobre o auto-proclamado [autoproclamada é a p... da tua tia!] califado, bem como ao encerramento da base aérea norte-americana de Ramstein, na Alemanha.»

Enfim... tudo aponta para que se trate de mais um atentado terrorista islâmico. Mas atenção, o muçulmano brasucagueiro Direita/Santon diz que denunciar o terrorismo islâmico é "fomentar a islamohisteria"! Portanto, mais uma razão para o fazermos cada vez mais, que estes filhos da puta pró-islamicos têm TODOS de aprender o seu lugar, a bem ou mal!...

Sem comentários: