domingo, 30 de abril de 2017

Professora primária inglesa brutalmente assassinada no Catar


Um  muito obrigado! ao Filho da Truta por nos ter trazido aqui esta notícia vibrante.

Um muslo assassinou a jovem professora primária inglesa que se pode ver na foto em baixo, de seu nome Lauren Patterson. O crime ocorreu na cidade de Doa, a capital do Catar.

"Eu vim para o Catar à procura de vibrações, acabei enriquecida!"

A menina Patterson foi vista pela última vez à saída de um clube nocturno. Acabou por ser encontrada numa fossa no deserto, com marcas de esfaqueamento, um pedaço de lâmina alojada nas suas costelas e a cara totalmente queimada. Antes de ser morta desta forma brutal, a Lauren foi violada.

O assassino da Lauren foi condenado à pena de morte, mas a decisão judicial ainda é passível de recurso. 

Já disse neste blogue muitas vezes o que penso acerca das mulheres europeias que vão para estas paragens "exóticas" abrir as pernas à escumalha islâmica: não merecem melhor sorte do que esta! Além de que quem se queixa do "patriarcado" ocidental, só tem mesmo é de aprender o que é um patriarcado a sério! Lamento, mas não consigo ser hipócrita a este respeito. Quem se deita com cães, acorda com pulgas. E se as pulgas forem islâmicas, arrisca-se a não acordar de todo!

______________________________________
Outras mulheres que descobriram o Islão:

Maravilhas do Islão (XX): mais uma bimba europeia presa por ter sido violada!
Maravilhas do Islão (I): Norueguesa violada e acusada por "sexo fora do matrimónio"
Mulher inglesa conta como foi violada por um gangue de muçulmanos
Era uma vez uma universalista que queria casar com o mundo...
Maravilhas do Islão (XIII): marroquino queima viva a sua mulher
Escola islâmica proíbe raparigas de correr para não perderem virgindade
Entretanto, na Finlândia... (2)
Maravilhas do Islão (X): Irão executa jovem mulher que matou o seu violador
Mais um gangue pedófilo islâmico no Reino Unido...
Finlândia: cinco somalis perseguem e violam mulher
Mais de 1000 meninas sujeitas à mutilação genital em Portugal
Portuguesa mata-se por ter sido rejeitada por árabe
Em Mossul: ISIS ordena que todas as mulheres e meninas sejam submetidas à MGF
Adivinha quem é!...
Em França: mais uma jovem europeia violada por adeptos da "religião da paz"...
E por falar em casais mistos....

2 comentários:

Lura do Grilo disse...

É pena que não aprendam com o que se passa no próprio país sendo, ainda por cima, professora.

Uma tristeza esta a que chegamos.

Afonso de Portugal disse...

Se calhar, esta pobre criatura fazia parte do grupos dos "tolerantes" e dos "cidadãos do mundo", caro Lura. E se era esse o caso, «o maior cego é aquele que não quer ver», como diz o nosso povo.