sexta-feira, 24 de março de 2017

Marroquino a viver na Europa denuncia: «Os europeus estão a guiar-se por emoções, não pela realidade.»


2 comentários:

Rick disse...

Cobardia moral e cobardia física!
A sra Theresa May abalou a fugir no meio de um contingente de polícia. Bush em 2011 fugiu num avião! Ridículos líderes as nossas sociedades escolhem.
Imagine-se D. Afonso Henriques a fugir quando se avistassem os primeiros mouros ou castelhanos.
Isto é demasiado patético para não acabar em tragédia.

Afonso de Portugal disse...

Muito bem observado, caro Rick! Hoje em dia é realmente muito raro vermos homens europeus ou norte-americanos a enfrentar os alógenos. Isso já só acontece na Europa de Leste. E não é acidental, os ocidentais têm sido efectivamente feminizados ao longo das últimas décadas e as consequências estão à vista.

Eu lembro-me sempre do episódio do curdo que defendeu o seu "Palácio do Kebab" contra os "jovens" dos subúrbios lisboetas. Já é muito difícil encontrar homens portuguess capazes de se baterem sozinhos contra tantos adversários! A superclasse mundialista conseguiu de facto quebrar-nos, física e psicologicamente...

Quanto a D. Afonso Henriques e seus contemporâneos, uma das nossas grandes tragédias é não só termos abdicado do modelo de educação que eles tiveram, como já mal sabermos o que isso é. "Se queres a paz, prepara a guerra", já diziam os romanos. Mas a maioria dos homens "modernos" já não é capaz de entender esta máxima. Afinal, "os romanos eram uns bárbarbos, pá", que sabiam eles dos nossos problemas?