quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Sobre a redução do QI em França e no Reino Unido (e não só)


    A notícia já não é nova, mas o problema parece estar a agravar-se: há dados que indicam que a inteligência das populações a viver na Europa (notem que eu não escrevi populações europeias) está a diminuir. Um muito obrigado! à Leitora por nos ter trazido aqui duas notícias que abordam esta temática.

1. Em França e só entre 1999 e 2009, o Quociente de Inteligência (QI) das pessoas que vivem em França caiu uns assombrosos quatro pontos! Este tópico começa a ser um tema de discussão acesa no mundo académico, como vários autores a digladiar-se em torno da questão "a que se deve este declínio?".

O Daily Stormer, onde fui buscar esta notícia, cita dois artigos muito interessantes que foram publicados num passado relativamente recentemente. O primeiro, de Edward Dutton e Richard Lynn (2015), intitulado «A negative Flynn Effect in France, 1999 to 2008–9» informa-nos que, desde os anos 70, vários estudos têm vindo demonstra uma queda gradual do QI em vários países do Ocidente:




Além disso, os autores sublinha quem «a perda de pontos de QI em França representa uma declínio da inteligência geral, definida como o número de competências [cognitivas]. (...) Os maiores declínios observaram-se ao nível do vocabulário, da compreensão e do processamento da informação.

O segundo artigo referido pelo Daily Stormer, da autoria de Michael Menie e Curtis Dunkel (2015), procura encontrar explicações para o fenómeno e aponta duas: (1) a fertilidade disgénica e (2) a imigração. Em particular -e não obstante os vários cuidados tomados pelos autores para se manterem politicamente correctos-, há uma conclusão que sobressai: «A imigração oriunda de populações cujos QI's médio são menores e taxas de fertilidade são maiores, como por exemplo os argelinos, os marroquinos, os tunisinos e os ciganos, poderá estar a influenciar as perdas de inteligência.»


2. A segunda notícia trazida aqui pela Leitora é ainda mais interessante. Trata-se de um artigo do Daily Mail publicado em 2014 que informa que os habitantes da Austrália, da Dinamarca e do Reino Unido têm vindo a perder pontos de QI ao longo da última década. Na Dinamarca, a queda terá sido de 1,5 pontos de QI desde 1998.

Pior do que isso, o jornal apresenta-nos uma antevisão nada animadora do futuro da inteligência da humanidade:



Os ocidentais já terão perdido 14 pontos de QI desde o final da Era Victoriana (1921). Testes efectuados em 1980 e em 2008 mostraram que os britânicos de 14 anos perderam 2 pontos de QI nesses 28 anos. Uma das explicações avançadas no artigo para este declínio é que «os mais inteligentes são precisamente os que têm menos filhos.»

Comentário do blogueiro: isto é sonho molhado da superclasse mundialista! Cada vez mais gado... eer... povo e cada vez mais estúpido, logo, cada vez mais manipulável! O futuro é radioso... mas não para nós, comuns mortais. 

____________
Ver também:

16 comentários:

CENSURADO AGAIN disse...

grafico assustador ja na metade do xx a media mundial do qi era 90 e poucos mesmo com grande população branca mas ainda assim 1-3 sabemos que com esse qi não da pra ter uma civilização no nivel norte do norte ou seja o mundo está perdido

CENSURADO AGAIN disse...

e a britania 4 pontos por decada no xx-ii

CENSURADO AGAIN disse...

lembremos que a linha norte do norte e sul do norte e a norte do sul sul do norte nos limes são alguns pontos peru e croacia divergem um pouco mas isso no cortex no sub cortex o padrão persiste rushton foi dos poucos que foi alem lynn alem cortex

CENSURADO AGAIN disse...

o lime norte do sul e sul do sul do mesmo alguns pontos

Afonso de Portugal disse...

São as tais maravilhas da diversidade...

Normal disse...

Não só os paises europeus multiculturais estao perdendo, mas tambem os mais puros (de uma olhada no Leste Europeu).
Se seguirmos a logica que brancos mais inteligentes que negros, e menos que asiaticos, entao nao faz sentido que o QI australiano esteja em declino, já que lá é quase uma continuaçao da China.

Acho horrivel ficar espalhando informaçoes falsas. Sim, o QI da Europa esta caindo, mas não é culpa dos estrangeiros, se fosse, a Europa Oriental seria mais inteligente que a parte Ocidental, mas olhe só, não é!

Algo que respondi a um cara nacionalista e de mente fechada, quando mei veio com a ideia de raças com IQ diferente.
Dei o exemplo de Irlanda e um país africano (Liberia ou SL, acho)
Onde nesses dois paises o IQ é 91.
Tambem dei o exemplo de India e Nigeria, onde o IQ da Nigeria era 84, igual o da India.

O problema de voces não é que estejam errados, por enquanto temos raças com uma media de IQ maior que a de outras. O problema é que voces querem ligar isso a um problema de raça sem solução. "Negros são mais burros, asiaticos mais inteligentes, e será assim pra sempre" é assim que vocês pensam, talvez por isso as pessoas não levem vocês tanto a sério.
Afinal, o IQ da Europa atual é maior do que da Europa de 200 anos atrás. Mas pra voces, supostamente, o baixo QI africano é eterno. O que não é verdade.

Irlanda atualmente tem QI:
91
De maioria branca (mais de 90%)
Sierra Leone tem QI:
91
De maioria negra (99%)

Por favor, explique isso?

Lembrando que esse não é o unico exemplo que vai contrario a teoria, um verdade inquestionavel para a maioria dos brancões nacionalistas, que diz que amarelos são mais inteligentes que brancos, que por sua ver sao mais inteligentes que mestiços, que são mais inteligentes que negros.

CENSURADO AGAIN disse...

estamos na zona sub 90 ja é impossivel com a media mundial sequer erguer um sul do norte

CENSURADO AGAIN disse...

sinceramente acho que é até pior quando olho para esses decaidos parecem ter sub cortex do sul do sul pena que os graficos só analisam o cortex

CENSURADO AGAIN disse...

nem os animais

Afonso de Portugal disse...

Normal, o único que está espalhando informações falsas aqui é você. A maioria dos imigrantes australianos não são oriundos da China. A maioria dos estrangeiros residentes na Austrália nasceu no Reino Unido e na Nova Zelândia. E mesmo entre os "asiáticos", tem quase tantos residentes chineses quanto indianos:

https://en.wikipedia.org/wiki/Immigration_to_Australia#Country_of_birth_of_Australian_residents

E depois ainda tem malaios, vietnamitas, sul-africanos, etc. Por isso sim, é lógico que a Austrália tenha perdido inteligência.

Aqui quem tem a mente fechada -e bem fechada!- é você e as pessoas como você. O exemplo da Irlanda e da Serra Leoa é ridículo, por vários motivos. Desde logo, há estudos que atribuem um QI mais elevado aos Irlandeses do que aquele que você referiu. Mas, sobretudo, uma excepção não invalida a regra. Não é por haver um país Europeu com gente um pouco menos inteligente que a imigração deixa de baixar a inteligência média dos outros países europeus!

Aliás, não sou eu que o digo, são os autores dos artigos científicos citados, professores universitários. Mas o "Normal" sabe mais do que eles, não é? :)

Quanto ao exemplo da Índia e da Nigéria, eu nem sequer o entendo, porque eu nunca ouvi nenhum racialista ocidental defender que os indianos são especialmente inteligentes. Isso é invenção sua!

Finalmente, você tem fé - quase de uma forma religiosa- que os negros venham a ser tão inteligentes como os brancos. Isso até pode acontecer num futuro distante, mas há um problema: não acontecerá do dia para a noite, levará várias gerações, se acontecer. Ora, os brancos não têm de se sujeitar a ter a sua sociedade estupidificada para ajudar os negros a melhorar, muito menos ceder os seus empregos e as suas mulheres aos negros para que isso aconteça.

Lamento, mas os dados são absolutamente claros: no que respeita à inteligência, quem importa imigrantes do terceiro-mundo fica pior. E dizer o contrário é mentir, sem apelo nem agravo. E suas excepções não me interessam, eu guio-me por tendências gerais, não por casos particulares.

Anónimo disse...

Afonso, devias de ler o estudo mais recente, do Richard Lynn com outros autores portugueses, a nível nacional sobre esta mesma temática, a média que eles concluem para Portugal é de 100 (QI)

Mas repara no que dizem no estudo:

(....)However, there is an anomaly in Portugal in so far as in suburban Lisbon the per capita income is as high as in Central Lisbon, but the average IQ is the same as in the three provincial regions. We believe a possible explanation for this is that the average IQ of school students in suburban Lisbon has been reduced by the large number of mixed race immigrants from Brazil and other Latin American countries who have settled in suburban Lisbon in recent decades. The average IQ of mixed race mestizos and mulattos in Brazil has been given as 81 (Fernandes, 2001)."

https://www.researchgate.net/publication/236273688_Regional_Differences_in_Intelligence_and_per_capita_Incomes_in_Portugal

Afonso de Portugal disse...

Muito, muito, mas mesmo muito inetressante, anónimo! :) Merece bem uma posta aqui no TU! Obrigado!

Lamento, no entanto, que ainda não tenha criado uma assinatura para eu o reconhecer! ;)

Leitora disse...

aiai.. o que diz esse um aí pode ser rebatido com múltiplas fontes, como nesta postagem de este outro blog onde há um resumo do assunto, não sei se o Afonso conhece, mas o autor fez um texto demonstrativo e no fim tem várias fontes onde mostra-se que, mesmo quando os escuros são mais ricos e tem mais condições que os brancos, continuam a ser piores na escola, entre outros indicadores: https://judaismoemaconaria.blogspot.com.br/2016/12/diferencas-raciais-em-inteligencia.html

Será que é preciso ser um mínimo inteligente para ver isso? Por isso alguns não conseguem perceber a realidade a sua volta?

O quadro nos eu post que mostra o futuro maravilhoso da "humanidade" é realmente tenebroso.. como disse Arthur de Gobineau: "Eu não acredito que viemos do macaco mas creio que estamos indo nessa direção". As previsões parecem confirmar o que ele disse. Então nada de viagens espaciais, robôs, e coisas avançadas no futuro.. apenas pedras e paus!

Lura do Grilo disse...

Interessante: penso que a fragmentação da família, a escola standard aplicada desde o berço onde a imensa paciência de pai e mãe em espevitar os catraios está ausente, a TV demencial que nos impingem ... tudo terá um preço.

Afonso de Portugal disse...

Leitora disse...
«mesmo quando os escuros são mais ricos e tem mais condições que os brancos, continuam a ser piores na escola, entre outros indicadores: https://judaismoemaconaria.blogspot.com.br/2016/12/diferencas-raciais-em-inteligencia.html»

Pois! Eu até tinha esquecido disso! Houve um anónimo que foi no Gladius há uns anos atrás e mostrou esses estudos! Obrigado por relembrar!


«Será que é preciso ser um mínimo inteligente para ver isso? Por isso alguns não conseguem perceber a realidade a sua volta?»

Porque, para algumas pessoas, a ideologia é uma autêntica religião. Não conseguem sair dos seus dogmas!


«Então nada de viagens espaciais, robôs, e coisas avançadas no futuro.. apenas pedras e paus!»

Bem, eu acho que ainda estamos a tempo de evitar tudo isso. A questão agora é saber se a maioria dos europeus e americanos querem mesmoe evitar tudo isso. Infelizmente, a maioria das pessoas não se preocupa com estas coisas...


Lura do Grilo disse...

«penso que a fragmentação da família, a escola standard aplicada desde o berço onde a imensa paciência de pai e mãe em espevitar os catraios está ausente, a TV demencial que nos impingem ... tudo terá um preço.»

Sim, eu também estou convencido que há uma forte componente de degradação cultural nestes dados. Mas também acredito, tal como os autores dos estudos, que a importação massiva de imigrantes tem o seu peso nos resultados.

CENSURADO AGAIN disse...

Leitora disse...
aiai.. o que diz esse um aí pode ser rebatido com múltiplas fontes, como nesta postagem de este outro blog onde há um resumo do assunto, não sei se o Afonso conhece, mas o autor fez um texto demonstrativo e no fim tem várias fontes onde mostra-se que, mesmo quando os escuros são mais ricos e tem mais condições que os brancos, continuam a ser piores na escola, entre outros indicadores: https://judaismoemaconaria.blogspot.com.br/2016/12/diferencas-raciais-em-inteligencia.html

Será que é preciso ser um mínimo inteligente para ver isso? Por isso alguns não conseguem perceber a realidade a sua volta?

O quadro nos eu post que mostra o futuro maravilhoso da "humanidade" é realmente tenebroso.. como disse Arthur de Gobineau: "Eu não acredito que viemos do macaco mas creio que estamos indo nessa direção". As previsões parecem confirmar o que ele disse. Então nada de viagens espaciais, robôs, e coisas avançadas no futuro.. apenas pedras e paus!

22 de fevereiro de 2017 às 23:41


sim uma pena que as analises fiquem apenas no cortex no caso da equivalencia entre raças etariedades etc mostrando que sexualidade e genero influenciam menos e são factores endogenos mas o sub cortex deles é pior que o dos animais não ha comparações a falta de analise do alem cortex tambem impede conclusões maiores sobre os sub grupos endogenos por que tendem a ser mais burros em certos aspectos