quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Lauren Southern e Stefan Molyneux sobre o motim de Berkeley


1. A Lauren (Rebel Media) levanta uma questão importante: já vai sendo hora de os patriotas e as pessoas de Direita em geral estarem preparadas para se defender dos covardes antifas; desde logo, porque as mulheres antifeministas são as únicas que merecem ser defendidas por nós, homens ocidentais; mas não só: o esquerdalho tem de perceber que não lhes temos medo! Uma coisa é iniciar a violência, outra coisa é defender-se da violência. Nunca devemos iniciar a violência mas, se ela for exercida contra nós, temos todo o direito e até o dever de acabar com ela! O direito à auto-defesa é sagrado, não podemos abdicar dele a favor da pior escumalha que existe à face da terra, a antifaria militante.




2. Stefan Molyneux denuncia a hipocrisia e a incompetência daqueles que preparam a segurança do evento; houve falhas graves de segurança em Berkeley e é chocante que, por um lado, ninguém tenha sido preso e, por outro lado, não haja feridos nos balanços oficiais. No vídeo do Paul Joseph Watson, algumas postas abaixo, vimos que várias pessoas foram agredidas e pelo menos uma deixada inconsciente no meio da rua. A antifaria teve a rédea muito solta e, pior do que isso, os seus estragos foram minimizados. Nada disto deve ser esquecido da próxima vez que eles voltarem a atacar. Porque não haja dúvidas: eles vão mesmo voltar a atacar!

Sem comentários: