quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Daniel (L)Oliveira apanhado mais uma vez...


Lembram-se deste cretino? Não? Então permitam-me recordar as suas asquerosas palavras, que reflectem o modo de pensar tanto da esquerda, como da "direitinha" portuguesas:


«Bem lhes podem fechar a porta. Eles entrarão pela janela. Felizmente tomarão conta das nossas cidades (...). E, se não fôssemos tão estupidamente arrogantes, até fariam qualquer coisa desta Europa aristocrata, falida e snobe. Se tivéssemos aprendido com a América, saberíamos que o futuro é dos melhores. E os melhores são os que partem. Espero que não se integrem na mediocridade nacional. Que venham muitos e façam disto um país.Daniel Oliveira, semanário Expresso, 2006.»


Pois bem, recentemente, este caramelo esquerdalhista -que nem cara de português tem- conseguiu descer ainda mais baixo. O Dr. No chamou-me a atenção para esta posta no Insurgente (sai mais um muito obrigado! para o Dr No!):

«A coerência de Daniel Oliveira, tecnicamente designada de conveniência, fica aqui revelada em duas crónicas. Esta de Outubro de 2015:



esta, de Fevereiro de 2017:


Saliento que este comportamento não é exclusivo do Daniel (L)Oliveira. Veja-se aqui outro exemplo de coerência esquerdalhista vindo de um gordo flatulento que é mundialmente famoso.

5 comentários:

Dr. No disse...

"os melhores são os que partem. Espero que não se integrem na mediocridade nacional."

E o Daniel Oliveira está em Portugal a fazer o quê?
Se ele fosse dos melhores, já teria partido há muito.
Como ele está em Portugal é porque não faz parte dos melhores.
Então, ele já se integrou na mediocridade.
O que não admira, porque o Daniel Oliveira é uma M****.

João José Horta Nobre disse...

Esse marmelo é um dos maiores pedaços de merda que já apareceu na nossa televisão nacional!

Afonso de Portugal disse...

Dr. No disse...
«E o Daniel Oliveira está em Portugal a fazer o quê?
Se ele fosse dos melhores, já teria partido há muito.
»

Essa é que é essa, caro Dr. No! Mas este é mais um daqueles casos patológicos de "faz o que eu digo, não faças o que eu faço"...


João José Horta Nobre disse...
«Esse marmelo é um dos maiores pedaços de merda que já apareceu na nossa televisão nacional!«

O que eu não percebo é como ele apareceu na televisão nacional, caro JJHN! Ele é uma perfeita nulidade a todos os níveis: é feio, não é inteligente, emprega falácias argumentativas numa base consistente, não acrescenta nada às conversas/debates em que participa... e, no final, ainda tem tiradas como esta! È mau demais para ser verdade!

João José Horta Nobre disse...

«O que eu não percebo é como ele apareceu na televisão nacional, caro JJHN!»

Chama-se "factor cunha"...

Essa gente que anda pelas televisões armada em comentadeira do raio que os parta, só lá está porque teve as cunhas certas na hora certa. Todos sabemos como isto funciona...

Afonso de Portugal disse...

Pois... mas o DO deve ter andando a chupar a piça de muita gente mesmo, porque o talento dele é francamente reduzido! :|