segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Académico pede 'genocídio branco' como presente de Natal


«Um professor da Universidade Drexel [instituição privada, localizada em Filadélfia, nos EUA] diz que tudo o que ele quer para o Natal é que os brancos sejam exterminados (continuar a ler no Amigo de Israel).»


Comentário do blogueiro: este grande porco do Ciccariello (sem ofensa para os suínos) é marxista, como não podia deixar de ser. Mas claro, "trata-se apenas de uma coincidência", "há pessoas boas e más em todos os quadrantes do espectro político", "não se pode generalizar", etc.

6 comentários:

Lura do Grilo disse...

É o que eu digo: há uma paixão pelo grotesco. Da Arte, à Literatura, Ciências Sociais, etc. Não se inventa, não se cria, não se procura o belo, a construção do novo ... mergulha-se na loucura pura e simples.

Afonso de Portugal disse...

Sim, sim... há uma necessidade permanente de chocar, mas sempre na mesma direcção.

Alguém tem dúvidas do que aconteceria a um professor que fizesse o mesmo voto em relação aos negros ou mexicanos? Ou em relação aos muçulmanos? Seria evidentemente despedido, quiçá até preso! Essa é a parte mais obscena de todas, a loucura tem sempre o mesmo sentido!

Rasputine disse...

Ciccariello: All I want for X-Mas is FUCK YOU!

Afonso de Portugal disse...

LOL! De facto, há pessoas neste mundo que merecem inteiramente ser "enriquecidas"! Só não percebo como é que ele, sendo branco, não dá o exemplo!

mensagensnanett disse...

« Só não percebo como é que ele, sendo branco, não dá o exemplo! »
.
.
É simples:
- o BANDALHO EUROPEU (marioneta da alta finança - capital global) não possui alternativa: FUGA PARA A FRENTE - nazismo -» busca de pretextos para negar o Direito à Sobrevivência de outros.
{obs: nazismo não é o ser 'alto e louro', bla bla bla,... mas sim a busca de pretextos com o objectivo de negar o Direito à Sobrevivência de outros}
Nota: De facto, o Bandalho Europeu não se preocupou com a construção duma sociedade sustentável (média de 2.1 filhos por mulher), e tem andado por aí a apregoar aos sete ventos que a resolução do problema demográfico da Europa está na nacionalização da 'boa produção' demográfica daqueles que tratam as mulheres como úteros ambulantes [a 'boa produção'... foi proporcionada precisamente pela repressão dos Direitos das mulheres] - ex: islâmicos.

Afonso de Portugal disse...

Fónix, a alternativa era ele ter ficado calado, caro mensagensnanett!