terça-feira, 4 de outubro de 2016

Marine Le Pen é agora a líder de direita mais popular em França!


...Mas o que é preciso é denunciar o "cancro sionista", pá!!! Isso é que é importante!!!

«De acordo com uma sondagem realizada pela agência Odoxa para a estação de televisão francesa France 2, 74% daqueles que, em França, se consideram conservadores e afirmam apoiar políticas de direita, desejam que a líder da FN ocupe um lugar de maior destaque na política francesa, a médio e a longo prazo.»


«(...) A sondagem revelou também que 50% do eleitorado francês -tanto de esquerda como de direita- acham que a Sr.ª Le Pen é uma figura de proa da política francesa e que devia ter mais poder. (...) 62% dos inquiridos acham que ambos Hollande e Sarkozy foram maus presidentes. (...) 63% dos franceses pensam que a esquerda pode vir a sofrer uma derrota pesada nas eleições presidenciais do próximo ano.»

Comentário do blogueiro: é isto que acontece quando o nacionalismo vai ao encontro daquilo que realmente vai na alma do povo! Os franceses identificam-se com Marine e a sua FN porque ela e os seus colaboradores souberam desligar-se da mensagem IMBECIL dos nazionaliztaz e concentrar-se na realidade da ameaça islâmica. É assim que se chega ao poder, não é sonhando acordado com revoluções da treta!!!

Quase todos os dias me aparecem aqui autênticos filhos da puta que se dizem nacionalistas, mas que nunca fizeram nada de concreto pelo nacionalismo para além de mandar umas postas de pescada atrás de um computador, a insultar-me porque eu não falo constantemente nos judeus e no ZOG, ou então porque elogio o Geert Wilders e a Frauke Petry! Cambada de atrasados mentais, incapazes de distinguir aquilo que é importante e prioritário daquilo que não interessa rigorosamente para nada! 

A Marine fez bem em livrar-se de todos vocês, analfabetos funcionais! E merece inteiramente a popularidade de que goza neste momento! Abençoada seja, apesar de eu ser ateu! E viva o Nacionalismo Democrático, o único que tem relamente hipóteses de chegar ao poder na Europa!

2 comentários:

João José Horta Nobre disse...

A mim o que me suscita mais curiosidade é o grau de infiltração que os agentes ao serviço da Nova Ordem Mundial já atingiram no seio da FN.

Nada tenho contra a FN, mas cheira-me que esse partido está a ficar demasiado alinhado com o sistema e se alguma vez chegar ao poder vai ser outro Syriza que prometia, prometia, mas não fez nada.

De qualquer forma, como não existe alternativa melhor e não existem quaisquer provas de a Marine Le Pen ter sido "comprada" pelos supremacistas judeus, apoio a FN até prova em contrário.

Afonso de Portugal disse...

«A mim o que me suscita mais curiosidade é o grau de infiltração que os agentes ao serviço da Nova Ordem Mundial já atingiram no seio da FN.»

Isso é realmente uma incógnita. Infelizmente, não poderemos descobrir enquanto a FN não chegar ao poder.


«Nada tenho contra a FN, mas cheira-me que esse partido está a ficar demasiado alinhado com o sistema e se alguma vez chegar ao poder vai ser outro Syriza que prometia, prometia, mas não fez nada.»

Bem, em termos de expectativas, as minhas são muito baixas: não acredito que a FN possa ir muito além da travagem da imigração. E isso, tendo em conta o Estado em que se encontra a Europa, já não seria nada mau!

Mas julgo que o problema do Syriza era um pouco diferente, o Syriza queria mandar sem ter poder. É que quando se trata de dívidas, o credor tem sempre o poder, por muita vontade política que tenha o devedor! É por isso que eu não acredito que a dívida da Grécia -ou a nossa, já agora- vá baixar num futuro próximo.


«De qualquer forma, como não existe alternativa melhor e não existem quaisquer provas de a Marine Le Pen ter sido "comprada" pelos supremacistas judeus, apoio a FN até prova em contrário.»

Essa também é a minha posição, além de que eu tenho a convicção que as mudanças de paradigma político têm de se processar de uma forma muito gradual para poderem ser levadas a bom porto. Esse é o meu grande ponto de discórdia em realção aos nazionaliztaz, eles acreditam que podem mudar tudo do dia para a noite.

Já eu, acho que é preciso eleger primeiro uma Le Pen ou um Geert Wilders para que o povo meta na cabeça que é preciso ser mais radical ainda!