sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Paul Joseph Watson: «Motins de Charlotte: o que eles não nos dizem»


      No seguimento da posta de ontem (ver um pouco mais abaixo), aqui fica mais um vídeo do grande Paul Joseph Watson (Infowars), desta feita a denunciar o que realmente se está a passar na cidade de Charlotte (Carolina do Norte, EUA). Em relação ao título do vídeo, "eles" são evidentemente os mé(r)dia ocidentais, incluindo os nossos mé(r)dia "tugas", que estão a tentar fazer passar a mensagem de que tudo não passa de um protesto legítimo quando, na verdade, se trata de puro vandalismo, violência gratuita e muito, muito racismo anti-branco.

Por exemplo, os "manifestantes" negros atacaram um repórter da CNN e tentaram queimar vivo outro jornalista, atiraram pedras do alto de viadutos para os veículos que passavam numa auto-estrada nas proximidades, tentaram fazer carjacking a vários automóveis que iam passando pelo local dos "protestos", numa tentativa de aterrorizar as pessoas no seu interior, espancaram um homem num parque de estacionamento apenas por este ser branco, vandalizaram as entradas de vários prédios residenciais, roubaram e destruíram caixas registadoras de estabelecimentos comerciais adjacentes ao local dos protestos, vandalizaram vários autocarros do serviço de transportes públicos e também veículos automóveis particulares, roubaram e vandalizaram lojas de artigos desportivos... e houve até um "manifestante" negro que disparou sobre outro "manifestante" negro.

Mas -pasme-se!- as cadeias de televisão americanas relativizaram tudo isto, com a inenarrável MSNBC a dizer que os protestantes eram pacíficos! Não acredtiam? Então vejam com os vossos próprios olhos, caros leitores:

2 comentários:

Bruno Dias disse...

Esse país está perdido há já muito tempo. E nós na Europa vamos a seguir o mesmo caminho, a não ser que se tomem medidas. E como sempre, esses marxistas culturais que controlam os media voltam a censurar a realidade para os idiotas aqui nao começarem com ideias

Afonso de Portugal disse...

«Esse país está perdido há já muito tempo.»

Sim, a única esperança para os brancos norte-americanos é a secessão. Mas da última vez que alguns tentaram (guerra civil americana), a coisa acabou francamente mal!


«E nós na Europa vamos a seguir o mesmo caminho, a não ser que se tomem medidas.»

Tudo indica que sim, infelizmente. O Nacionalismo precisa de chegar ao poder nos próximos anos. Caso contrário, a Europa transformar-se-á numa versão degenerada dos EUA, igualmente multirracial mas mais pobre e com mais conflitos internos.


«E como sempre, esses marxistas culturais que controlam os media voltam a censurar a realidade para os idiotas aqui nao começarem com ideias»

É aqui que nós, nacionalistas, temos falhado nas últimas décadas. Não temos sabido contra-atacar a mega-estrutura me(r)diática da esquerda e permitimos que os marxistas construíssem um monopólio da (des)informação em todo o Ocidente. O outro sector da sociedade onde falhámos espectacularmente foi o sistema (des)educativo, sobretudo nas universidades, hoje transforamadas em autênticos centros de lavagem cerebral neomarxista.

Nos últimos anos, parece que estamos finalmente a acordar para a realidade da guerra cultural... mas será que ainda vamos a tempo?

(P.S. É um prazer tê-lo por aqui novamente, caro Bruno! Um abraço!)