domingo, 25 de setembro de 2016

Em França: dois polícias belgas detidos por transportarem imigrantes ilegais sírios


Não, o título desta posta não está errado, por mais incrível que pareça!...

«Dois polícias belgas foram detidos por transportar 13 imigrantes ilegais dentro de uma carrinha numa localidade do norte de França. Os agentes foram detectados na noite de terça-feira Martes pela polícia francesa, quando seguiam perto de Nieppe, na fronteira com a Bélgica.


Os imigrantes, oriundos da Síria e do Iraque e entre os quais estavam três crianças, pretendiam chegar ao Reino Unido e receberam ordem para abandonar de imediato o país. No entanto, os polícias belgas ofereceram-lhes boleia. Acabaram os dois presos e interrogados. Em sua defesa, os agentes alegaram ter encontrado os imigrantes num camião e, por pena, ofereceram-lhes boleia até à fronteira. As autoridades francesas frisam, contudo, que foram encontrados em território francês sem autorização.

O incidente abriu uma crise diplomática entre os dois países, tendo o ministro do Interior francês reprovado a acção dos polícias belgas por "não estar de acordo com as práticas normais de trabalho na fronteira que foram acordadas entre a França e a Bélgica". O embaixador belga em França já foi chamado a explicar o incidente.»

Comentário do blogueiro: leram bem, caros leitores? Os polícias belgas "tiveram pena"!!! "PENA", pá!!! Claro que a "pena" deles é uma grande tanga, porque os "pobres coitadinhos" de quem eles tiveram "pena" iam para o Reino Unido, não para a Bélgica e, como dizem os brasileiros, "pimenta no cu dos outros é refresco"! 

Esta é, aliás, uma inconsistência muito comum entre as "almas caridosas" que alegadamente sentem "pena" dos refujiadistas: raramente acolhem os "pobres coitadinhos" em sua casa, insistem sempre em enfiá-los em casa dos outros! São uns grandessíssimos filhos da puta, isso sim!!!

Ah, e nunca é demais lembrar: os mé(r)dia continuam, desonestamente, a escrever migrantes em vez da palavra correcta, que é imigrantes!

2 comentários:

Bilder disse...

Outra questão que deve ser colocada é: andam também policias(parece que da Bélgica especialmente vem todo o tipo de absurdos) envolvidos em redes de tráfico de pessoas(concretamente de migrantes ilegais islamicos)?

Afonso de Portugal disse...

Bem visto! Uma coisa é certa: esta conversa do "tivémos pena deles" traz água no bico.

O lendário traficante de droga norte-americano George Jung disse em tempos que muitos dos agentes da divisão dos narcóticos dos EUA (DEA) não estavam realmente interessados em acabar com o tráfico de droga, porque também ganhavam com o "negócio", ou directa, ou indirectamente. Não me admiraria se o mesmo estivesse a acontecer agora com os "refugiados".

O que nós sabemos é que há centenas de milhares de refugiados na Europa a quem se perdeu rasto. As autoridades de várias países, inclusivamente da Alemanha, reconhecem esta realidade. Não sei até que ponto será fácil "desparecer" sem a ajuda das forças de segurança...