segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Black Piegon Speaks: «O Google está a subverter a eleição a favor de Hillary»


     Mais um grande vídeo do excelente youtuber Black Pigeon Speaks (BPS), desta feita sobre a arte da manipulação me(r)diática. Começando por recuperar o caso paradigmático em que o judeu Zuckerberg adulterou deliberadamente a informação recebida  pelos utilizadores do seu Fuçaslivro quase 700 mil vezes, com o objectivo declarado de estudar as suas reacções ao fenómeno designado por "contágio emocional", o BPS explica como é possível sugestionar, recorrendo a técnicas de persuasão social, as pessoas a votar num determinado candidato.

No caso concreto da Google, o que se passa é que a função de auto-completação (i.e. o algoritmo que completa automaticamente as palavras e expressões a pesquisar à medida que são introduzidas no motor de busca) tem um viés positivo a favor da bruxa Hilária e um viés negativo contra o Donald Trump.



À medida que a informação que circula nas redes sociais vai substituído aquela que é veiculada pelos jornais, as revistas e até as estações de televisão, torna-se cada vez mais urgente percebermos de que forma é que podemos ser manipulados na internet. Lembrem-se, caros leitores: a superclasse mundialista tem pessoas nas suas fileiras que dedicam a sua vida inteira a estudar formas de nos induzirem a adoptar determinados comportamentos. Nunca esqueçamos da máxima que nos deixou Johann Wolfgang von Goethe (1749-1832): «O melhor escravo é aquele que julga ser livre!».

O vídeo tem legendas em inglês. Podem ser acedidas clicando no botão 'CC' (closed captioning).

Sem comentários: