segunda-feira, 6 de junho de 2016

O Costa das Índias continua a mentir descaradamente


«O primeiro-ministro, António Costa, defendeu esta segunda-feira este Lues que "Portugal é um dos melhores países para se viver em qualquer parte do mundo" e aquele que se pode tornar "mais atractivo e amigo do empreendedorismo". 

"Há uma coisa indiscutível, Portugal é um dos melhores países para se viver em qualquer parte do mundo", frisou o primeiro-ministro.»

 
Eu minto, vocês engolem! Perceberam, ou querem que eu repita?

«António Costa falava no lançamento no Porto do programa Startup Portugal - Estratégia Nacional para o Empreendedorismo.» 

Comentário do blogueiro: se Portugal é assim tão bom para se viver, porque é que mais de cem mil portugueses estão a abandoná-lo todos os anos?... Enfim, quando não se definem critérios para aquilo que é supostamente bom, qualquer país pode ser "um dos melhores"! E em política, já se sabe: só não vale dar tiros... ou melhor, só não vale que os apanhemos a dar tiros.

____________
Ver também:

Costa diz aos "refugiados" num campo grego: «São bem-vindos em Portugal»
Os esforços do Costa das Índias estão a dar frutos!
Tenham medo! Tenham muito medo!!!...
Costa não perde tempo e mostra logo ao que vem...
O PNR denuncia as promessas que Costa cumpre e também as que não cumpre...
Câmara de Lisboa perdoa 1,8 milhões de euros ao Benfica
Mais uma do Costa das Índias!...
O Costa das Índias quer criar um "Espaço Schengen" da lusofonia!
PNR identifica o inimigo público nº1 de Portugal e dos Portugueses
PNR denuncia as intenções anti-portuguesas do cada vez mais provável futuro primeiro-ministro
De Lisboa a “Lismá”: PNR denuncia o legado de António Costa
Futuro primeiro-ministro dá 40 mil euros à Fundação Mário Soares

2 comentários:

Bilder disse...

É bom para os vigaristas e corruptos(muitos do partido do Costa)e para os turistas com papel(ainda há dois dias ouvi no rádio que Alfama está a ser retalhada para estrangeiros,aumentando assim as rendas e afastando os tugas,dizia uma senhora de lá que cada dia que passa reconhece menos vizinhos na rua).

Afonso de Portugal disse...

Pois, mas se calhar essa mesmo senhora continua a votar sempre nos mesmos... é como a mulher que leva porrada do marido todos os dias mas não o larga nem por nada!