quarta-feira, 15 de junho de 2016

A mulher do terrorista muçulmano de Orlando sabia de tudo... e não fez nada!


Os muçulmanos "moderados" são assim, caros leitores... não matam ninguém, apenas deixam matar!

«A segunda mulher de Omar Mateen, terrorista responsável pelo atentado a uma discoteca gay guei em Orlando, nos EUA, que vitimou 49 pessoas, sabia dos planos do marido para o mais mortífero massacre da história dos Estados Unidos.

De acordo com fonte policial, Noor Salam poderá ser formalmente acusada ainda esta quarta-feira este Mércores. Segundo a NBC News, a mulher confessou às autoridades que tentou demover o marido do ataque e que chegou mesmo a levá-lo à discoteca Pulse – onde ocorreu a tragédia – dias antes, para este analisar o local.»

O típico casal muçulmano bem integrado... pensar o contrário seria "islamofobia", pá!

«Caso a acusação seja formalizada, Noor Salam poderá ser julgada como cúmplice de 49 homicídios e 53 na forma tentada. Ainda, a mulher enfrenta acusações de ocultação de informação à polícia, a quem também mentiu durante o primeiro interrogatório.

Omar Mateen foi morto pela polícia após três horas de sequestro, na manhã de domingo de Soles. Ligou para o 112 (911 nos EUA) durante o massacre para jurar aliança a vários grupos terroristas islâmicos.»

Comentário do blogueiro: pois é, caros leitores, ela sabia de tudo mas nem sequer foi capaz de fazer um simples telefonema para a polícia! Coitadinha, pá! Estava tão bem integrada, mas tão bem integradinha, que nem sequer se preocupou em salvar os infiéis, pá! Ainda por cima eram panisgas, pá!!! Allahu akbar!

Sem comentários: