sábado, 7 de maio de 2016

Três vídeos que vale a pena ver (19)


     Ainda sobre a eleição do extremista muçulmano Sadiq Khan como "mayor" do Londonistão, aqui ficam mais três reacções interessantes:

1. Ezra Levant, da canadiana Rebel Media, que faz duas observações pertinentes: (1) a aliança entre o partido trabalhista e as feministas radicais ajudou a eleger Khan; (2) em Londres, já não é possível ao Partido Trabalhista vencer uma eleição sem o voto muçulmano, uma vez que a maioria dos 3 milhões de muçulmanos a viver no Reino Unido estão precismente em Londres (12% da população da cidade, de acordo com o censo de 2011, poderá chegar aos 15% na actualidade).




2. Stefan Molyneux, também canadiano, mas que cresceu no Reino Unido, começa por passsar em revista o "currículo" de Khan enquanto advogado de "causas humanitárias": em 2001, Kahn defendeu o grupo pró-terrorista Nação do Islão, tendo conseguido reverter uma interdição de 15 anos que vigorava sobre o seu líder, Louis Farrakhan (notem, caros leitores, que até mesmo o SLPC, o SOS Racismo dos EUA, descreve Farrakhan como "proponente de uma ideologia anti-branca"!); posteriormente, representou o Babar Ahmed, que esteve oito anos preso por dar apoio logístico a terroristas islâmicos; também fez campanha a favor do "repatriamento" de um detido na prisão de Guantánamo de volta para o Reino Unido. E há outras ligações bem mais graves que foram denunciadas nos vídeos do postal anterior,  nomeadamente ao Estado Islâmico (ISIS)!

Molyneux conta ainda um episódio muito interessante da sua adolescência em Inglaterra: «os indianos votavam nos paquistaneses, não por questões políticas, mas porque a cor da pele dos paquistaneses era igual a cor de pele dos indianos». Reparem bem, caros leitores, logo indianos e paquistaneses, que andam sempre à batatada uns com os outros lá na Ásia!!!




3. David Cameron acusado de racismo por denunciar ligações extremistas de Khan! O destino tem destas ironias: o dimi traidor Cameron, que andou em tempos a dizer que o  Reino Unido tinha "demasiadas caras brancas e cristãs", foi acusado de ser um racista primário por denunciar, no Parlamento Britânico, o passado de Sadiq Khan como advogado de "causas humanitárias" e as suas ligações a grupos islâmicos extremistas.




Resumindo e concluindo:

5 comentários:

FireHead disse...

Ainda bem que a islamização do Ocidente é um mito. Já imaginaste o que é que seria se não fosse um mito??

Afonso de Portugal disse...

Xiiiii!!! Nem quero imaginar! Se calhar ainda apareciam aí uns cruzados ou outra coisa do género e começavam a lutar contra a islamização! Isso é que não, pá!!! Podemos ser tudo, agredidos, violados, roubados, submetidos, explorados.... agora "islamofóbicos" é que não, pá!!!!

Renato Santon disse...

Grave Afonso, isso merece um artigo, é degradante:
https://www.youtube.com/watch?v=_C--olgLsQE

Literalmente ensinando como os refugiados tem que fazer para foder as mulheres europeias. Quem paga essas iniciativas ?

Isso é piada.

Renato Santon disse...

Corro o risco de estar postando mais que um capslouco, mas esse vídeo é emblemático do acontece na europa atualmente.

https://www.youtube.com/watch?v=_LjjOJCDDWE

Você cidadão, quer o seu filho sendo um maricas e chorando após apanhar na cara de um muslo ou negrinho qualquer ? Consulte sua consciência.

Afonso de Portugal disse...

Renato Santon disse...
«Grave Afonso, isso merece um artigo, é degradante»

Sim, por acaso já tinha visto, mas obrigado por lembrar. Enquanto os homens ocidentais são emasculados, os alógenos são ensinados a atrair as mulheres ocidentais! É de facto do mais nojento que pode haver!


«Você cidadão, quer o seu filho sendo um maricas e chorando após apanhar na cara de um muslo ou negrinho qualquer ? Consulte sua consciência.»

Já tinha partilhado esse vídeoaqui, mas obrigado!

Repare como os dois vídeos que você aqui trouxe se complementam: de um lado, os alógenos são treinados para agradar às mulheres; do outro lado, os nativos são condicionados para temer os alógenos. Os comentadores do vídeo juglam que o guri vai crescer cheio de raiva, mas vai ser ao contrário... a pscicologia/psiquiatria diz-nos que, geralmente, quem é vítima na escola tende a ser vítima na idade adulta.