domingo, 1 de maio de 2016

Paul Joseph Watson: «A Inglaterra bane a sua própria bandeira para não ofender os muçulmanos!»


    Em Bristol (Inglaterra), os governantes locais decidiram que a cidade era "demasiado multicultural" para celebrar o dia de São Jorge (mártir cristão padroeiro de Inglaterra, celebrado em terras britânicas desde os séxulo VII), o equivalente inglês ao nosso 10 de Junho. Porquê? Porque a bandeira da Inglaterra, também conhecida como "a cruz de São Jorge" (embora seja uma variação da cruz de São Jorge original), é considerada raciiiiiista!

Pois é... os (des)governantes do Ocidente bem nos tentam convencer a toda a hora de que os europeus "jamais terão de abdicar das suas tradições, valores e património por causa da imigração!"... Mas a Realidade cá está, infalível e inequívoca, a mostrar mais uma vez que eles não passam de um bando de canalhas mentirosos.

Sem comentários: