quinta-feira, 21 de abril de 2016

Mais um português assassinado em Angola (6)


«Um português de 56 anos, antigo piloto de ralis e funcionário de um aviário em Luanda, Angola, foi ontem morto à machadada em casa, por cinco assaltantes.»

 Quem para o terceiro mundo vai, do terceiro mundo não sai!

«Jorge Guerra, que tem a alcunha de ‘Robim’ desde o período em que foi piloto de ralis, foi assassinado no apartamento em que residia há cerca de quatro anos, no bairro de Cacuaco.

Eduardo Raposo, amigo de Jorge Guerra, contou que os quatro suspeitos do homicídio terão forçado a entrada na casa, durante a madrugada de ontem. "Pelo que soube, ele terá reagido quando percebeu que os assaltantes lhe queriam roubar tudo", acrescentou.

Foi então que o português foi alvo de vários golpes de machado e, também, de pelo menos um disparo de arma de fogo. O gangue responsável pelo homicídio acabou por fugir, tendo roubado um tablet, vários telemóveis e um computador portátil. Amigos terão encontrado o cadáver de Jorge Guerra alguns minutos depois do crime.

‘Robim’ era divorciado e deixa quatro filhos, a morar em Portugal. Tinha vencido um cancro na garganta. O cadáver está na morgue de Cacuaco, aguardando-se a trasladação para Portugal. A Polícia Nacional de Angola investiga.»

Comentário do blogueiro: pois é... o homem sobreviveu a um cancro na garganta, mas não pôde sobreviver ao cancro da lusofonia vibrante! 

Renovo mais uma vez o meu apelo a todos os portugueses: por favor, não emigrem! Mas se decidirem emigrar, ao menos façam-no para um país do primeiro mundo.

____________
Ver também:

Mais um português assassinado em Angola (5)
Mais um português assassinado em Angola (4)
Mais um português assassinado em Angola (3)
Mais um português assassinado em Angola (2)
Mais um português assassinado em Angola
Há dois mil portugueses com salários em atraso em Angola
Absolutamente lamentável: 9 mil portugueses inscritos em portal de emprego Angolano
Depois do The Guardian, é a vez de o El País ridicularizar a relação entre Portugal e Angola

3 comentários:

Caturo disse...

Quanto mais distância de África melhor. E ainda há por aí quem esteja indignado com a «conquista» da banca portuguesa pelo espanholame - pois que isso é mauzito, é, mas mal por mal, antes isso do que a malta angolana continuar a comprar mais e mais poder económico em Portugal (e isto por acaso não suscitou a mesma preocupação da parte dos patrioteiros do costume). É por isso que digo - mal por mal, ainda bem que Portugal está na União Europeia...

FireHead disse...

Quem vai à guerra, dá e leva... Há portugueses que deviam ter aprendido com a História: o 25 de Abril já aconteceu e Angola já é independente.

Anónimo disse...

Enquanto não se começar a mandar abaixo dois(sejam do Brasil Venezuela ou Angola)por cada tuga assassinado lá fora isto vai continuar e ainda piorar.(não podem é ser amadores a fazer a coisa pois cá há lei e policia apesar de tudo)------------------Afonso Manuel