quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Ainda sobre a troca de galhardetes entre o Papa e Donald Trump


Os conservadores estão finalmente a bater o pé ao nojento do Bergoglio! Já era hora! David Scavino, um dos conselheiros séniores da campanha de Trump, foi peremptório em relação às declarações do actual líder da Igreja Católica:

«Os comentários do Papa são incríveis, sobretudo se tivermos e conta que a Cidade do Vaticano está totalmente cercada por muros enormes!»

O conhecido comentador neoconservador Ben Shapiro, foi ainda mais longe e partilhou esta imagem na rede social Twitter:


Já aqui o vosso blogueiro fica bastante agradado por constatar que alguns cristãos começam finalmente a ficar fartos de tanta hipocrisia e a falar contra o neomarxismo deslavado deste impostor que se faz passar por Papa. Talvez eu esteja enganado, mas isto pode ser o início de uma época brilhante para o Cristianismo, em que os cristãos serão capazes não apenas de pensar por si próprios mas também de verbalizar seus interesses, ao invés de seguirem bovinamente os ditâmes dos seus líderes religiosos que, claramente, se encontram acutalmente ao serviço da superclasse plutocrática que tomou conta do Ocidente.

2 comentários:

Missy disse...

Por acaso sou uma dessas poucas cristãs, mas comecei mais cedo. Logo que o vi, literalmente, a forçar a que a Europa abrisse os braços aos supostos "refugiados" percebi que não é alguém que goste dos seus seguidores. Não digo que o senhor se oposesse à vinda, visto que também não é muito católico virar as costas a necessitados, mas sabendo a cultura que eles têm e a maneira como tratam os europeus e, especialmente, as europeias, mais valia estar calado e não comentar. Porque não abre ele os grandiosos muros do Vaticano e recebe uma bela centena deles? ah pois... já não convém.

O engraçado, e para quem acreditar e/ou achar curioso estas coisas, nas profecias de Nostradamus é previsto a chegada do falso profeta ou falso papa, que supostamente inicia a queda da igreja (acho que é algo assim, se não for que corrijam). Já dei por mim a pensar se até não fará um certo sentido. Parece mais um ministro comunistas e socialista que propriamente um lider de igreja.

Afonso de Portugal disse...

«Logo que o vi, literalmente, a forçar a que a Europa abrisse os braços aos supostos "refugiados" percebi que não é alguém que goste dos seus seguidores.»

Não tenhas dúvidas! E também percebeu que os seus novos seguidores, mais escurinhos e menos letrados, são bastante mais dóceis e obedientes... pelo menos, para já!


«(...) não é muito católico virar as costas a necessitados, mas sabendo a cultura que eles têm e a maneira como tratam os europeus e, especialmente, as europeias»

E tu achas mesmo que ele quer saber dos europeus e das europeias para alguma coisa!? O futuro é dos terceiro-mundistas! Nós, neste momento, somos todos descartáveis para os líderes da IC. Infelzimente, ainda há muitos cristãos que não perceberam isso...


«(...) é previsto a chegada do falso profeta ou falso papa, que supostamente inicia a queda da igreja»

Eu confesso que não conheço em detalhe as profecias de Nostradamus, mas um dos meus livros favoritos é "O Príncipe" do Nicolau Maquiavel (1469-1527). E uma das muitas coisas úteis que se aprende ao ler esse livro, é que na história da política, que é intrinsecamente a história das guerras e das nações, há uma repetição cíclica de determinados eventos e contextos históricos. Não me admiraria por isso que o Nostradamus, sendo o homem instruído que era, tenha traçado paralelos semelhantes aos de Maquiavel aquando da formulação das suas previsões.

A verdade é que Bergoglio não é o primeiro Papa a desviar-se da doutrina da Igreja. Bórgia (Alexandre VI) é talvez o caso mais flagrante, mas João XII e Benedito IX terão sido quase tão depravados. Não me surpreenderia que Nostradumus tivesse percebido que dada a história, acabaria por vir, mais tarde ou mais cedo, um Papa ainda mais nocivo que estes todos juntos.