quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

A traição aos Portugueses em números concretos (87)


"Surpresa!": a dívida pública portuguesa voltou a aumentar!

«A dívida pública aumentou para 231.261 milhões de euros em Novembro de 2015, mais 2.016 milhões de euros do que em Outubro, segundo o Boletim Estatístico do Banco de Portugal hoje divulgado.


Estes valores referem-se à dívida pública na óptica de Maastricht, a que conta para Bruxelas. A subida da dívida das administrações públicas em Novembro acontece depois de ter sido registada uma diminuição desses valores em Outubro face a Setembro.

Já a dívida líquida de depósitos da administração central desceu em Novembro, neste caso 522 milhões de euros para 213.563 milhões de euros.

Face ao final de 2014, os dados referentes a Novembro demonstram um aumento da dívida pública, assim como da dívida líquida, em ambos os casos superior a 5.000 milhões de euros.

No final de 2014, a dívida pública fixou-se nos 225.767 milhões de euros e a dívida pública líquida de depósitos da administração central nos 208.196 milhões de euros.

A dívida na óptica de Maastricht é utilizada para medir o nível de endividamento das administrações públicas de um país e o conceito está definido num regulamento de 2009 do Conselho Europeu, relativo à aplicação do protocolo sobre o procedimento relativo dos défices excessivos anexo ao Tratado que institui a Comunidade Europeia.


Portugal melhora excedente externo em novembro de 2015 

O saldo das contas externas de Portugal, medido pelas balanças corrente e de capital, ficou nos 3.650 milhões de euros em Novembro de 2015, acima do excedente registado no mesmo mês de 2014, segundo o Banco de Portugal

De acordo com os dados que constam do Boletim Estatístico de Janeiro, hoje publicado pelo banco central, o principal contributo para o saldo positivo das relações económicas nacionais com o estrangeiro veio da balança de capital, que acumulou 2.018 milhões de euros entre Janeiro e Novembro do ano passado.

Quanto à balança corrente, esta ficou positiva nos 1.632 milhões de euros em Novembro. Dentro da balança corrente estão as balanças de bens e serviços, que servem para medir as exportações e importações.

Neste caso, em Novembro do ano passado, a balança de bens ficou no valor negativo de 7.839 milhões de euros, ainda assim melhor do que os 8.327 milhões de euros (negativos) do mesmo mês de 2014. Já os serviços ficaram positivos em 10.910 milhões de euros e acima dos 10.640 milhões de euros do período homólogo.

Comparando os valores hoje conhecidos com os de 2014, apesar de a balança de capital ainda ter dado em Novembro de 2015 o maior contributo para as contas externas, o valor registado ficou abaixo do mesmo mês do ano passado (2.237 milhões de euros). Na balança corrente acontece o inverso, com o valor de novembro de 2015 a ficar acima dos 1.154 milhões de euros do mesmo mês de 2014.»

Sem comentários: