sábado, 19 de dezembro de 2015

Farsa: a petição para banir Donald Trump foi assinada várias vezes pelas mesmas pessoas!


   Um muito obrigado ao Nacional Liberalista por me ter providenciado o endereço de intenet para esta interessante e sintomática notícia:

«A petição para banir Donald Trump foi assinada 562 mil vezes, tornando-se na petição mais assinada desde que o "site" do governo [britânico] foi lançado em 2012.  A petição tinha sido lançada no início de Dezembro quando Trump afirmou que se devia barrar a entrada nos EUA aos muçulmanos até que o Estado Islâmico (ISIS) tivesse sido derrotado.

O "site" do governo promete que qualquer petição que recebe 10 mil ou mais assinaturas será objecto de uma resposta por escrito. A partir de 100 mil assinaturas, a petição será debatida no parlamento [britânico].

A possibilidade é francamente remota , mas não teria piada se ele fosse mesmo banido 
do Reino Unido... e depois se tornasse o próximo Presidente dos EUA?


Atenção, caros leitores, que agora vem a parte mesmo "gira":

«Vários esquerdistas ter-se-ão gabado nas redes sociais de terem assinado a petição para banir Trump várias vezes. Alguns afirmaram mesmo ter assinado a petição mais de 50 vezes!

Os jornalistas do Express [de onde traduzi esta crónica], verificaram que isso era mesmo possível, assinando que a petição várias vezes e ficaram "impressionados" com a facilidade com que era possível perverter o propósito da ferramenta e forçar o governo a discutir determinadas petições.


...Mas há mais, caros leitores:

«Uma fonte do governo afirmou que há um grupo de activistas do Partido Trabalhista (Labour) que organizam assinaturas em massa para impor a sua agenda política e forçar a discussão de certas petições no Parlamento. Foi precisamente isto que aconteceu no caso da petição para banir Trump.

O oficial do governo disse mesmo: "Eu fiquei realmente atordoado! É uma situação bem representativa de tudo o que se faz neste país - um embuste."»

Comentário do blogueiro: é por estas e por outras que o povo vai perdendo a fé no sistema democrático. O governo britânico criou um "site" que pode ser facilmente abusado por activistas políticos e que permite falsear o processo democrático. E assim, uma ferramenta com um enorme potencial para o melhoramento do processo democrático foi transformada num veículo de pioramento do processo democrático!

Também se constata, mais uma vez, a forma como a esquerda parece ter uma consciência política mais profunda e, sobretudo, um maior poder organizacional colectivo e agressividade propagandística do que a direita. A isto, os ingénuos responderão: «ai, isso é porque a esquerda é desonesta!». Mas eu respondo: Seus grandessíssimos nabos, TODOS na política são desonestos! Ninguém sobe na política se não o for! E a solução não é as pessoas de bem desligarem-se da política, a solução é perceberem que a  política sempre foi e sempre será assim um pantanal de interesses, compadrio e corrupção... e aceitar jogar o jogo com as cartas que nos foram dadas!

A esquerda tem ganhado as batalhas recentes (multiculturalismo, imigração, marxismo cultural, etc.) porque tem aparecido sempre para jogar o jogo. Todos na esquerda, dos seus líderes aos seus simpatizantes, sabem que têm de aparecer e actuar para ganhar o jogo! Já a direita, e aqui refiro-me à verdadeira Direita, que vê a ideologia política para além da simples análise económica, tarda a perceber que é preciso estarmos dispostos a aparecer e a jogar o jogo. É por isso que, para já, temos perdido! E só poderemos aspirar a ganhar quando mudarmos radicalmente de atitude...

4 comentários:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Afonso de Portugal disse...

Tu aqui não falas mais, Monhé. Com gente que me chama "skinhead" e que me quer "caçar" não quero contas. Desaparece, seu delinquente!

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Afonso de Portugal disse...

O comentário deixado a 20 de Dezembro de 2015 às 21:12 foi eliminado porque o Monhé Costa está permanentemente banido deste blogue.